Novas tendências em midias sociais e web para música (e músicos)

2010 já começou e o número de ferramentas de midias sociais para bandas continua crescendo. Diga adeus às atualizações esporádicas do MySpace e informações incompletas de turnês e shows. Agora existem mais opções para compartilhar música e dar mais liberdade para os fãs compartilharem com outros. Conheça algumas das mais “antenadas” ferramentas para divulgação de música no momento.

Desde que o MySpace Music começou a falhar na habilidade de manter pessoas conectadas, ferramentas em outras redes de relacionamento começaram a cobrir o buraco. Mas as deficientes opções para compartilhar música em sites como Facebook e Twitter nunca conseguiram alcançar a simplicidade de sites como o MySpace Music, que foram construídos para ser o destino de divulgação de audio em streaming.

Aqui vão algumas ferramentas que estimulam o acesso de fãs e são fáceis de administrar, parte de uma nova era das redes sociais para música.

1 – Facebook: conheça o MyBand, da ReverbNation
Melhor do que a Página de Fãs (Fan Page) , o MyBand deixa colocar foto da banda, faixas em streaming e agenda de shows mais aparente. Além disso, box para inscrição em mala direta, links diretos para videos e botão de compartilhamento de música. Até hoje, a melhor ferramenta para divulgação de música do Facebook.

2 – Twitter: compartilhe suas músicas com Twiturn
Twiturn permite com que as bandas carregam suas músicas e compartilhem direto no seu perfil do Twitter sem enviar os fãs para o site do MySpace, que não dá a opção de ouvir determinada música e sim a página em geral. É possível também escolher se quer permitir que o público baixe ou não as músicas.

3 – FanBridge: envio de mala direta engajado

Arrecadar novos fãs é somente metade da batalha. Manter um relacionamento com eles é que é a parte crucial e mais difícil para assegurar que eles continuem com você.
Isso significa ter que manter uma aproximação calculada para manter contato. Seus fãs podem “te seguir” em um lugar somente – como pela mala direta por exemplo – ou de diversas formas sem que uma ferramenta diminua o “uso” da outra. FanBridge é um serviço de administração e envio de mailings, mas de forma engajada. A ideia é divulgar propondo participação. A própria ferramenta te indica e te ajuda e usar da melhor forma a mala direta. Você pode inclusive compartilhar conteúdo exclusivo. O serviço é cobrado, começando em 7 dólares e indo até 250, mas é um sistema de administração de contatos específicos para a música – coisa rara, e aparentemente bastante funcional. Nunca testei, mas tentaria usar certamente.
4 – BandCamp: compartilhe ou venda seu produto sem perder o poder sobre ele

BandCamp é uma solução digital para distribuição de música no estilo faça você mesmo. É uma plataforma de publicação para músicos que foca na ideia de criar um pacote digital de produtos em que o fã possa interagir, além de somente ouvir audio em streaming. A ferramenta é levemente customizável e permite que você distribua gratuitamente seu produto ou cobrando uma taxa para download. Os formatos oferecidos são vários: 128KB MP3, Flac, etc. Você pode inserir uma capa de disco, letras, dentre outras infos pertinentes. O conteúdo é fica seguro através de uma codificação que protege o site, além de você ser dono de tudo e de poder hospedar onde quiser.
5 – Bandmetrics: meça os acessos de produtos musicais ao invés de somente links

Como qualquer campanha de marketing, a melhor forma de saber se o seu negócio – aqui no caso, disco – está indo bem e sendo bem divulgado é poder medir o quanto as pessoas estão reagindo às suas táticas. Esta ferramente é um medido específico para música, diferente de outros “contadores”que focam em acesso a sites e páginas em geral. Ainda em versão Beta, o BandMetrics é uma plaforma de medição construida somente para músicos e mede a forma como os fãs interagem . Quer entender melhor? Acesse: http://www.bandmetrics.com/

* Estas dicas foram originalmente publicadas no site Mashable e escritas (não literalmente como que o foi publicado aqui) por Zach Pentel, da 808 Managment.

Deixe um comentário

Arquivado em facebook, indústria da música, música, música digital, midias sociais, selos e gravadoras, streaming, twitter

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s