Faça você mesmo: a sua música no Rock Band

A partir de hoje, um programa permitirá que as bandas disponibilizem suas músicas para venda no Rock Band. As faixas irão compor o acervo da Rock Band Network Store, com já mais de 700 faixas disponíveis.  Criadores e bandas terão a chance de compartilhar suas músicas com outros músicos, críticos e fãs, além de divulgar seu trabalho e claro, ter algum lucro com isso.

O programa, que já estava disponível há algum tempo, acabou de ganhar uma versão beta aberta para teste. Assim que o acervo ficar grande o suficiente e todos os bugs do programa forem resolvidos, o conteúdo será disponibilizado para os video-games Xbox 360 ou PlayStation 3 Rock Band Network Store.

Até o momento, a Harmonix, criadora do jogo, fazia todas as faixas colocadas a venda e não em um volume tão grande quanto gostaria. Apostando na “interatividade” e no potencial de vários usuários, a empresa resolveu testar os mais habilidosos a produzirem suas próprias faixas. Todo mundo ganha. A empresa aumenta o seu acervo e os “donos” da música tem a chance de ganhar algum dinheiro e divulgar sua música ao mesmo tempo.

Parece um sonho, não? Mas não é tão fácil assim. O programa exige muito conhecimento técnico e dedicação para se conseguir um bom resultado. Como a empresa irá filtrar essas músicas? Não se fala de peneira musical no sentido de qualidade artística, mas quem quiser encarar a empreitada, vai também ter que desembolsar dinheiro. De acordo com o site Kotaku, o investimento começa com a compra de uma versão adaptada para Rock Band do programa Reaper que tem um custo para uso não-comercial de $60 dólares.

O programa Reaper não é mais complicado do que Protools ou qualquer outro programa de edição de áudio, então o usuário já habituado não encontrará problemas técnicos. É claro que conhecimento musical também é necessário. É esse “público” que a Harmonix, empresa criadora do Rock Band, espera que vá aderir e ter bons resultados, tanto artísticos, quanto financeiros.

Depois do Reaper, o proximo passo seria o programa Magma, uma ferramenta que converte o arquivo do Reaper para usuários do Xbox 360. É neste etapa que começam os testes do arquivo, que provavelmente ainda necessitarão alguns ajustes para que fique o mais “tocável” possível.

A proposta não é só permitirá colocar a música em versão Rock Band, mas possibilitar personalizações, como adição de letra e sincronização com o movimento da boca dos bonecos, animações extras e até mesmo arte de capa de CD. Depois destas etapas e com o jogo considerado pronto pelo usuário, começa um processo de testes e revisões obrigatórios feitos por parceiros e criadores da Rock Band Network. O jogo será revisado por pelo menos 8 pessoas, assim como terão seus direitos autorais verificados. Após esta etapa, que pode demorar 2 dias ou 2 semanas, o jogo entra para o acervo da loja, mas no Rock Band Network Store, uma área separada do site, mas que também terá acesso online pelos usuários do jogo.

Para “subir” uma música e participar dos testes que de fato poderão colocar sua música à venda, é necessário ser membro do Microsoft XNA Creators Club, que tem um custo de $99 dólares. O valor da música disponibilizada poderá ser escolhido pelo usuário, mas levando em conta a parcela que ficará com a Harmonix, que colocará o produto a venda. Cada música poderá custar entre 50 centavos e 3 dólares, sendo que o “autor” ficará com 30% do lucro.

Agora é esperar e ver os primeiros resultados. De qualquer forma é uma excelente notícia para a indústria da música, que cada vez mais se torna interativa, “faça-você-mesmo” e digital. Não consigo ver a música numa situação ruim como as gravadoras sempre reclamam, mas sim trilhando um caminho de possibilidades infinitas, tanto artísticas como de forma de propagação. E até onde se pode ver, está cada vez colocando o lucro mais perto do artista.

* Como não encontrei mais informações detalhadas no site da Rock Band que, congestionado ou não, por aqui não abriu, fiquem com mais alguns links de textos (em inglês) sobre o assunto para consulta ou pesquisa:

Deixe um comentário

Arquivado em indústria da música, jogos, música, música digital, Rock Band, selos e gravadoras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s